Aurélio Aquino - verbos

Assim se invente a vida, coisa de não sofrer, jeito de ser querida

Textos
Haikais (2) Poesias (398)
Título Categoria Data Leituras
Pequena Balada Jungiana Poesias > Pensamentos 13/03/11 19
Poema de certa indagação Poesias > Pensamentos 16/02/11 55
do trajeto e da permanência Poesias > Pensamentos 14/02/11 18
De tempos e tantos Poesias > Pensamentos 18/01/11 22
Poema de proporção Poesias > Pensamentos 22/11/10 75
Frevo II Poesias > Pensamentos 05/11/10 25
Novamente o tempo Poesias > Pensamentos 07/09/10 44
Vigílias em tempos Poesias > Pensamentos 18/07/10 31
Vínculo Poesias > Pensamentos 02/07/10 27
Razões e tanto Poesias > Pensamentos 20/06/10 30
Poeminha humanitário Poesias > Social 05/06/10 34
Da materialidade e contracaminhos tais Poesias > Pensamentos 30/05/10 22
consumo Poesias > Pensamentos 22/05/10 33
De verbos e informes Poesias > Pensamentos 02/05/10 50
Discurso da morte Poesias > Pensamentos 21/04/10 30
Clandestinidade Poesias > Social 21/04/10 24
Da vida e outros dramas Poesias > Pensamentos 20/04/10 22
Do exercício da paz Poesias > Pensamentos 14/04/10 33
Poema de manhã e luta Poesias > Pensamentos 05/04/10 40
Dizeres a Ângela Maria Poesias > Pensamentos 05/04/10 21
Página 10 de 20 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras