Aurélio Aquino - verbos

Assim se invente a vida, coisa de não sofrer, jeito de ser querida

Textos
Haikais (2) Poesias (399)
Título Categoria Data Leituras
Das contradições e dos manifestos Poesias > Pensamentos 29/05/15 8
Dos usos da verdade e seus modos Poesias > Pensamentos 17/05/15 6
Das circulares em torno do tempo Poesias > Pensamentos 06/04/15 10
Palavras à Camarada Selma Bandeira Poesias > Pensamentos 01/04/15 16
Das larguras do sonho e seus detalhes Poesias > Pensamentos 11/03/15 10
das lonjuras de ser Poesias > Pensamentos 03/03/15 10
Da luta e seus enredos Poesias > Pensamentos 03/03/15 9
Dos ilimites da certeza Poesias > Pensamentos 08/02/15 8
Dos dizeres em regra Poesias > Pensamentos 04/02/15 8
Dos tamanhos da gente Poesias > Pensamentos 15/01/15 10
Das temporalidades e outros raciocínios Poesias > Pensamentos 11/01/15 9
Das refregas e seus limites Poesias > Pensamentos 02/01/15 9
Dos sonhos e destemperanças Poesias > Pensamentos 26/12/14 17
Balada de urgente lógica Poesias > Pensamentos 18/12/14 9
Do tempo em vazão recorrente Poesias > Pensamentos 18/12/14 8
Do futuro e suas medições Poesias > Pensamentos 30/11/14 8
Dos tempos e das consequencias Poesias > Pensamentos 29/11/14 11
Ode ao carnaval de Olinda Poesias > Pensamentos 25/11/14 20
Ode a Havana no 495o urbano tempo Poesias > Pensamentos 20/11/14 10
Coplas ao redor do baião das princesas Poesias > Pensamentos 19/11/14 14
Página 3 de 21 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras