Aurélio Aquino - verbos

Assim se invente a vida, coisa de não sofrer, jeito de ser querida

Textos
Haikais (2) Poesias (398)
Título Categoria Data Leituras
Poeminha de tramitação compulsória Poesias > Pensamentos 06/01/12 20
Da desinformação e outros dramas Poesias > Pensamentos 22/12/11 20
Das necessidades e dos mercados Poesias > Pensamentos 23/10/11 23
o âmbito da vida e outras refregas Poesias > Pensamentos 20/10/11 22
modernidade Poesias > Pensamentos 18/10/11 25
poeminha desdizente das mercadológicas razões Poesias > Social 08/10/11 21
Dos coletivos e das vertentes Poesias > Pensamentos 29/09/11 19
Da conveniência e outros paradigmas Poesias > Pensamentos 17/09/11 33
Dos personagens e outros tãos Poesias > Social 14/08/11 19
DA SOLIDÃO EM GRAVE LEMA Poesias > Pensamentos 07/08/11 22
das direções e dos tempos Poesias > Pensamentos 02/08/11 22
do amor como avença e norma Poesias > Amor 23/07/11 18
das metragens de tudo Poesias > Pensamentos 17/07/11 20
das navegações e outros rumos Poesias > Pensamentos 09/07/11 15
Do capital e suas linhas Poesias > Pensamentos 03/07/11 20
Toda praxe, toda vida Poesias > Pensamentos 02/07/11 22
Palavras ao boi no da graça de 1988 Poesias > Pensamentos 11/06/11 10
de gentes e carimbos Poesias > Pensamentos 10/04/11 27
constatação Haikais 20/03/11 57
Do sertão e das vivências nas curvas quase de um rio Poesias > Patrióticas 14/03/11 21
Página 9 de 20 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 » [«anterior] [próxima»]
Site do Escritor criado por Recanto das Letras